Côte d’Azur, a famosa Riviera Francesa no mediterrâneo

La Mer …  sur la Côte d’Azur !

 

De Paris para o sul da França.

No roteiro, três dias na famosa Riviera francesa, a Côte d’Azur

Optamos pela viagem de trem. As estradas são excelentes, mas preferimos 6 horas de trem a 800km e um dia todo de estrada. Afinal, era verão, o calor é intenso e viajar de trem pela Europa faz parte do passeio para nós, brasileiros, que não dispomos desse ótimo meio de transporte, tão comum na Europa.

A região é bem pequena, mas oferece muitas opções ao turista. Na Côte d’Azur, além do mar de intenso azul, os vilarejos que estão nas encostas são ricos em arte e muita cultura. Sem falar da vista que é de perder o fôlego.

Escolhemos como base, Nice. Com excelente oferta de hotéis e restaurantes, atende a maioria dos bolsos, embora nada por ali seja muito barato. E sim, é bem cheio de gente.

A Côte d’Azur está no imaginário da maioria dos europeus do norte e também dos franceses. Afinal… La Mer e suas águas em tons que variam entre o azul piscina e o turquesa são incomparáveis! E por ali brilha muito, muito sol!

A boa surpresa!

Confesso que foi com alguma resistência que incluímos a Riviera francesa em nosso projeto de viagem, especialmente com crianças. Afinal, não vamos a cassinos e não era a intenção frequentar lugares com tanto glamour. Mas, foi uma grata surpresa. A região é linda, agradável e a gente não precisou pertencer ao jet set para se divertir. De modo algum!

Adaptamos o paladar!

Outro fator determinante. A gente sai da manteiga e da maçã, típicos do norte do país, e entra no ritmo do azeite, pimentas, cerejas, limões, ervas, aromas… no universo de tintas e pincéis de muitos artistas. Às margens de La Mediterranée a França tem outro jeito; mas continua belíssima, inspira e reflete os aromas e sabores do mediterrâneo. La Mer.

Nice.

 

Partimos de Paris às 10h00. Chegamos às 16h00 em Nice. Considerando o verão, ainda conseguimos aproveitar a praia; a noite chega somente às 22h00. Todos curtimos muito os dias looooongos, especialmente as crianças!

A cidade é grande para os padrões franceses, é a quinta maior do país, e além do mar, ainda dispõe de museus interessantes como o de Chagall e Matisse.

As praias são lindas, porém diferentes das nossas. Não é uma boa ideia comparar. São belezas e encantamentos diversos, cada um a seu modo.

Há alguns restaurantes frente mar, entre a areia e a calçada, e muitos na avenida da praia, na Promedade des Anglais.  Porém, a menos que você se hospede em algum hotel chiquérrimo, não há “serviço de bar” na praia.

Bom dizer que a Côte d’Azur foi italiana até 1860, quando incorporadas pela França. Logo, a mistura de estilos e do próprio nome são evidentes e, sem dúvida, enriquecem o deslumbrante cenário.

Ao longo da costa, Menton.

 

Os poucos metros de praia são suficientes pra gente parar e fixar o olhar naquele mar calmo e incrível. Embora a margem seja de pedregulhos, a areia fina está sob a água. Sim, a água é fria. Mas com aquele sol, é bem refrescante.

Menton também é famosa por suas luxuosas vilas, ao estilo italiano, casas magníficas com vista para o Mediterrâneo ao longo da costa que podem inclusive ser alugadas.

 

No alto da montanha, Èze.

 

Èze é um vilarejo medieval lindíssimo. A 400m do nível do mar, com vista de cair o queixo para Cap Ferrat e para o extenso azul do Mediterrâneo, o vilarejo abriga as ruínas do Château onde passavam férias nobres europeus. A pequena cidade é imperdível. O jardim exótico, com incontáveis suculentas, as ruelas por onde somente passam pedestres, cercada de flores e casas de pedra, os aconchegantes e minúsculos restaurantes… tudo é notável em Èze.

Que lugar magnífico!

 

 

Refúgio dos artistas, Saint-Paul-de-Vence.

O vilarejo está próximo de Nice, a caminho da Savoia, França. A cidadezinha, medieval e muito pequenina, é composta de ruelas, flores, feiras e diversos ateliês de pinturas e gravuras.

Foi uma visita especial. Muitas emoções. Este momento foi inspirador ou inspirado… com carinho, pela tia Léo!

Os perfumes de Grasse.

Grasse é outra pequena cidade, bem ao estilo arquitetônico da Itália. Mas o glamour da cidade está na produção das flores e … dos perfumes franceses. Chanel nº 5 nasceu no vilarejo e ainda são muitos os perfumistas renomados que residem por lá.

 

Cannes e o cinema.

Cannes é mundialmente conhecida pelo festival de cinema que acontece todos os anos, na primavera. Embora muito celebrada, a cidade é pequena e nem tão luxuosa. Tem ótimo astral e a praia é lindíssima!!!

Além disso, a praia de Cannes tem AREIA!!! Uhuuu…

A comédia As férias do Mr. Bean a retrata de forma cativante. Após ser sorteado na rifa da Igreja com o prêmio de férias no sul da França, Mr. Bean parte, no verão, da chuvosa Inglaterra para a ensolarada Cannes… no percurso, tudo acontece à maneira Mr. Bean! Muito engraçado e sensível filme pode ser indicado para todas as idades, famílias e situações!

La Mer é a música tema deste post, belíssima música de Charles Trenet, interpretada pelo autor e por muitos outros românticos.

Não vou indicar restaurantes, são muitos os cantinhos charmosos que oferecem uma boa mesa. Mas os sorvetes devem ser experimentados, especialmente os de frutas típicas, melão, cassis, limão siciliano, morango. São deliciosos e refrescantes!

Da hora:

Hotel – NiceCentre Vieux Nice. 8-10 Esplanade du Parvis de, l’Europe, 06300 Nice, França. +33 4 93 13 30 93 www.accorhotels.com/pt/hotel-1103-novotel-nice-centre-vieux-nice

Trem Paris-Nicewww.raileurope.com.br (site em português)

Este pequeno relato tem somente a intenção de trazer de volta às nossas vidas as lembranças de nossos sonhos de verão; de afeto e de infância. Gratidão!

 

 

 

Texto por Marcela Tavernard (Colaboradora): Uma  mineira , que mora em Brasília e ama a França, a língua Francesa, a cultura, a gastronomia,  suas paisagens e em especial os seus Castelos. Em suas viagens, tem o seu marido como o  melhor companheiro

 

 

.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Comment
Name*
Mail*
Website*