2 dias deslumbrantes em Inhotim, Minas Gerais!

Sabe aquela dica de roteiro que dizem ser imperdível? Aquele lugar especial onde, ao menos uma vez na vida, você precisa ir? O Instituto Inhotim é um desses lugares mágicos, de puro encantamento!

Não conheço uma só pessoa que tenha visitado Inhotim e não tenha se deslumbrado com o lugar!

É indescritível a emoção, a beleza natural apresentada e a riqueza das obras, galerias e exposições.

Instituto Inhotim é considerado o maior centro de arte a céu aberto da América Latina, e a sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea no mundo.  Está localizado em Brumadinho, Minas Gerais, a aproximadamente 60km de Belo Horizonte e 450km do Rio de Janeiro.

A paisagem, do conjunto montanhoso da Serra da Moeda, é o cartão de visita para quem opta por chegar a Brumadinho pela BR 040. Do alto da serra é possível ter uma vista de arrancar suspiros, principalmente durante o por-do-sol. Para quem tiver mais tempo, é possível fazer trilhas ecológicas, passeio de bike e até mesmo saltar de parapente na região. 

O ideal é reservar, ao menos,  2 dias para a visita a Inhotim. Mesmo o mais leigo, em arte contemporânea, vai se admirar com a vontade de percorrer e sentir todas as sensações que Inhotim oferece aos seus visitantes.  

  • Inhotim abre de terça a sexta das 9h30 às 16h30 e sábado, domingo e feriados das 9h30 às 17h30. Às quartas a entrada é gratuita, nos dias normais custa R$ 40,00. Caso não possa ir de carro, há diversas excursões e até mesmo um ônibus que faz o traslado da rodoviária de Belo Horizonte, ida e volta, de terça à sexta, com saídas às 9h15 e retorno às 17h. 

Caminhar pelo seu imenso parque, repleto de lagos e jardins com projetos paisagísticos exuberantes, respirando arte ao passar pelas suas instalações e galerias de arte, é uma experiência incrível.  O espaço abriga mais de 20 galerias, com obras de artistas renomados de diferentes nacionalidades, e um majestoso jardim botânico, com uma das maiores coleções de espécies vivas do país.

Inhotim é visual, então abuse das fotos!

Inhotim é um espaço harmônico dedicado à arte e também à preservação de espécies naturais de todo o mundo. No percurso entre suas obras de arte ao ar livre e jardins, não deixe de entrar nas galerias e vivenciar as experiências sensoriais a que elas nos convidam. A cada prédio, uma nova surpresa! Inhotim possui a maior coleção em número de espécies de plantas vivas dentre os jardins botânicos brasileiros . Possui também o que se acredita ser a maior coleção mundial de palmeiras, com cerca de 1400 espécies.

O jardim botânico está cercado por mata nativa e abriga diversas plantas consideradas raras e exóticas. É o único lugar da América Latina que possui um exemplar da flor-cadáver, espécie nativa asiática, conhecida como a maior flor  do mundo. São mais de 4.300 espécies em cultivo, cerca de 1.500 espécies catalogadas de palmeira, a maior coleção do tipo do mundo. Além da enorme diversidade de plantas, é possível apreciar alguns animais que caminham livremente  pelo parque. 

Inhotim conta, ainda, com uma estrutura de primeiro mundo para receber os turistas. São diversos cafés, quiosques e 2 restaurantes distribuídos pelo parque. Os restaurantes apresentam opções variadas, a la carte  e buffet a quilo, e possuem uma arquitetura e decoração em harmonia com o lugar. Há banheiros e bebedouros espalhados pelo parque. Na entrada, há uma lojinha com produtos e souvenires do Instituto, onde o visitante pode adquirir uma lembrança dessa maravilhosa visita.

  • Segundo os moradores de Brumadinho, o local foi uma fazenda pertencente a uma empresa mineradora cujo responsável era um inglês, de nome Timothy – o “Senhor Tim”, que, na linguagem local, acabou virando “Nhô Tim” ou “Inhô Tim”.

Mapas, bem detalhados, são distruibuidos gratuitamente e há monitores em todas as galerias e exposições. Muitas obras e lugares são interativos e convidam o visitante a participar.

Para percorrer o parque, que fica em uma enorme área, com morros e ladeiras, melhor utilizar o serviço das jardineiras elétricas, que percorrem pontos estratégicos de todo o parque e levam às obras mais distantes.

  • As jardineiras elétricas são gratuitas para as pessoas com dificuldade de locomoção e custam em torno de R$ 20 para os demais. Passam de 15 em 15 minutos e vale à pena comprar a pulserinha para utilizar esse serviço, ganhar tempo e economizar energia para aproveitar melhor Inhotim.  

 

O Inhotim é um ótimo lugar para passear com a família. O local agradará a todos, de qualquer idade e gostos. Para a visita de 2 dias ou mais, o ideal é se hospedar numa das diversas pousadas da região, com opções para todos os bolsos.

Nós nos hospedamos na Estalagem do Mirante, uma opção mais cara e um pouco mais distante, a 35km de Inhotim, por recomendação de amigos. Queríamos aproveitar intensamente toda a beleza e conforto que a pousada oferece, nos períodos de descanso, e também comemorar um momento especial. Nossa experiência foi simplesmente maravilhosa!

Escolhemos o Chalé Canastra, categoria mais em conta dentre as suítes, mas igualmente encantadora. Todos os chalés possuem varanda com vista para o vale, são amplas, muito bem decoradas e proporcionam comodidade e relaxamento para os hóspedes.

A pousada conta com um restaurante aconchegante e muito bem decorado, com varanda e vista para o vale. O café da manhã, das 8h às 11h,  incluído na diária, é servido brilhantemente pelo técnico em panificação Jair Caramashi (Jaja para os íntimos). As opções são as mais variadas possíveis, e deliciosas.

Durante a noite, à luz de velas, o Cheff Raimundo Mendes nos apresenta um cardápio igualmente saboroso, com opções de carnes, massas, risotos, fondue, saladas, antepastos e seleta carta de vinhos.

 

  • Existe a opção de pagar um pequeno valor pela rolha e levar o seu próprio vinho e bebida! 

A pousada, ainda, possui uma uma piscina com cachoeira, com excepcional vista para o vale e serras mineiras. Um espaço de paz e relaxamento, ótima opção para depois de um dia inteiro de caminhadas e visitas por Inhotim.


Adriana Pasini  (Idealizadora do Saiu de Viagem) :  Tributarista por formação, esta paulista com coração brasiliense, desde muito cedo começou suas andanças pelo mundo. Filha de pais pesquisadores, sua primeira viagem internacional foi aos 10 meses de vida, para Londres, onde morou por mais de 5 anos.

Na adolescência voltou para a Inglaterra, onde terminou o nível médio em Oxford e aproveitou para fazer bicos e juntar um dinheirinho para, aos 16 anos, fazer uma  viagem “sozinha” pela Europa. De lá pra cá, dividiu-se entre Brasília, a advocacia e mais viagens, mas há 6 anos resolveu dedicar-se exclusivamente à perambular pelo mundo com o seu marido.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Comment
Name*
Mail*
Website*